A atuação do enfermeiro no ambulatório de quimioterapia de uma Universidade Federal: Um relato de experiência

Autores

  • Ariane Innecco Pereira de Carvalho
  • Gisele Massante Peixoto Tracera

Palavras-chave:

Equipe de enfermagem, Quimioterápicos, Oncologia.

Resumo

Introdução: A enfermagem desempenha um papel vital no cuidado de pacientes com câncer, oferecendo suporte integral desde o diagnóstico até o tratamento e a reabilitação. Compreender como o enfermeiro atua no ambulatório de quimioterapia ajuda a identificar áreas onde o tratamento pode ser aprimorado. Objetivo: Disseminar a experiência de boas práticas, a promoção da humanização no atendimento, a formação contínua dos profissionais, o incentivo à pesquisa e a inovação, e o fortalecimento da rede de apoio profissional. Metodologia: Trata-se de uma pesquisa descritiva do tipo relato de experiência de enfermeiras no ambulatório universitário de oncologia. Desenvolvimento: O ambulatório de quimioterapia está inserido em um hospital universitário. A equipe de enfermagem é composta por enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de enfermagem. As atividades realizadas pela equipe de enfermagem na sala de quimioterapia são: acolhimento dos pacientes, preparação das pré-medicações, encaminhamento da prescrição médica à farmácia, conferência das medicações após a manipulação pelo farmacêutico, punção de acessos venosos periféricos e/ou ativação de acessos venosos centrais e monitoramento dos pacientes. Ademais, o enfermeiro exerce a função de liderança da equipe e desempenha atividades burocráticas rotineiras inerentes ao seu cargo. Em síntese, a atuação do enfermeiro no ambulatório de quimioterapia é caracterizada por um conjunto de práticas complexas e interdisciplinares, que visam à excelência no cuidado oncológico, bem como à disseminação do conhecimento entre os estudantes universitários que ali realizam seus estágios de graduação e pós-graduação. Considerações finais: A prática de trabalhar no ambulatório de quimioterapia destaca a importância do papel da enfermagem no cuidado integral dos pacientes com câncer. A dedicação, o conhecimento técnico e a sensibilidade dos enfermeiros são fundamentais para proporcionar um atendimento de qualidade. Através do acolhimento, educação, acompanhamento e reabilitação, a equipe de enfermagem contribui significativamente para o bem-estar dos pacientes.

DOI: https://doi.org/10.56238/homeIVsevenhealth-039

Downloads

Publicado

2024-06-07