Utilização de atendimento ambulatorial para procedimentos diagnósticos complementares entre pessoas com obesidade nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, MT

Autores

  • Luciene Costa de Oliveira
  • Almindo Pereira da Silva Filho
  • Bianca Mesquita de Proença
  • Renan Rodrigues
  • Rafael Leão de Moraes
  • Luciana Marques da Silva
  • Rosa Maria Elias
  • Bráulio Henrique Magnani Branco

Palavras-chave:

Obesidade, Saúde, Metrópole.

Resumo

Introdução: Obesidade é uma doença crônica, caracterizada como questão de saúde pública a nível mundial. É definida por um IMC ≥30kg/m², e dentre todas as repercussões metabólicas, os principais acometimentos são doenças cardiovasculares, reumáticas e hepáticas. Objetivo: Identificar a prevalência dos principais procedimentos utilizados para avaliar as complicações advindas da obesidade na região metropolitana de Cuiabá-MT. Metodologia: Trata-se de um estudo observacional, analítico, transversal, com dados retrospectivos obtidos do Sistema de Informações de Produção Ambulatorial do Sistema Único de Saúde (SIA/SUS). Resultados e Discussões: Houve 105 atendimentos para procedimentos ambulatoriais, sendo 83,9% pelo público feminino. Dentre os exames, ultrassonografia de abdome foi o mais realizado. Conclusão: Naturalmente, o público feminino é o que mais procura atendimento médico e a realização por ultrassonografia de abdome foi para a busca de possíveis repercussões hepáticas fruto da obesidade.

DOI: https://doi.org/10.56238/homeIVsevenhealth-038

Downloads

Publicado

2024-06-07